CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > II ENCONTRO REGIONAL CENTRO OESTE REÚNE ENTIDADES PARA DEBATER E TRAÇAR NOVO PLANEJAMENTO

II Encontro Regional Centro Oeste reúne entidades para debater e traçar novo planejamento

18/11/2015

Encontro reuniu 40 dirigentes de 17 entidades filiadas em Brasília

Escrito por: Ruy Carlos Freitas/Contracs

Nesta segunda e terça-feira, 16 e 17 de novembro, ocorreu em Brasília/DF, o II Encontro Regional Centro Oeste, que contou com a participação de mais de 40 dirigentes sindicais representando 17 entidades filiadas à Confederação. Diversos diretores da Contracs como o vice-presidente Romildo Miranda, o secretário de Finanças e Administração Nasson A. de Oliveira, a Secretaria-Adjunta de Administração e Finanças Geralda Godinho de Sales, o coordenador da sede de Brasília Francisco Luiz Saraiva, a coordenadora da região Centro Oeste Zenilda Fonseca, o coordenador da Regional Nordeste Elizeu Rodrigues e o diretor Antônio de Sá Viana também estiveram presentes.

Mesa de abertura
Durante mesa de abertura o vice-presidente da Contracs, Romildo Miranda, saudou os presentes e iniciou sua fala pontuando sobre a importância da regionalização e do projeto político da confederação, que é a aproximação e a ampliação dos trabalhadores/as das bases. “Neste sentido, temos que pensar as estratégias para consolidar nosso projeto.”

Rodrigo Brito, presidente da CUT Brasília/DF, agradeceu a presença de todos e todas e exalta o encontro pelo objetivo de fortalecer o ramo.

Para João Luiz Dourado, presidente da CUT-MT, parabenizou a confederação pela iniciativa de fazer um encontro com a concepção CUTista de fortalecimento pelas bases e fortalecer a região.

Genilson Duarte, presidente da CUT-MS, falou da importância da atividade para fazer avançar o ramo nos estados.

Washington Neves, presidente da Fetracom-DF, colocou que a confederação cumpre seu papel no intuito de levar a confederação do Oiapoque ao Chuí e esse encontro é fundamental para planejarmos nossas ações.

O diretor da Confederação, Antonio de Sá Viana, falou que é importante entendermos o momento que estamos vivendo e o encontro estabelece um norte para a regional.

Para a secretária-Adjunta de Finanças da Confederação, Geralda Godinho, esse encontro vem num momento importante de enfrentamento com a direita e para nossa Confederação avançar é necessário assim como nos preparar e planejar nossas ações para fortalecimento e ampliação das categorias do ramo.

Por fim, o coordenador da Sede em Brasília/DF, Francisco Luiz Saraiva, agradeceu a todos e todas presentes e desejou um ótimo encontro.

Análise de Conjuntura
A mesa de conjuntura contou com a participação dos presidentes da CUT Brasília/DF, Rodrigo Brito, Genilson Duarte, presidente da CUT-MS e João Luiz Dourado, presidente da CUT-MT para fazer a análise regional, nacional e internacional.

Rodrigo Brito citou os avanços econômicos e sociais do governo Lula/Dilma e fez um balanço das greves e negociações em Brasília. Chamou a atenção ao momento em que vivemos de ataque da direita sobre os direitos dos trabalhadores/as e pediu uma reflexão sobre a necessidade de fazermos avançar o governo Dilma para garantimos a manutenção de uma política com justiça social, que só se constrói com o fortalecimento da classe trabalhadora.

Para João Luiz Dourado, presidente da CUT-MT, no Brasil não há crise econômica. O que temos, segundo ele, é uma crise política e o sistema capitalista procura criminalizar os movimentos sociais. “Há uma onda conservadora que busca desqualificar nosso governo progressista, agindo para retirar de direitos. E isso não deixa de refletir em nosso estado, onde o agronegócio prevalece. Temos de fortalecer nossas entidades sindicais para prevalecer com nosso projeto político.”

Genilson Duarte, presidente da CUT-MS, ponderou sobre uma conjuntura difícil por que passa a classe trabalhadora e o país, com profundo ataque aos direitos dos trabalhadores e cita o modelo de terceirização implementado pelos governos de São Paulo, Goiás e Paraná com a inserção das Organizações Sociais (OS) na educação e na saúde como forma de precarização nas relações de trabalho. O dirigente também fez um breve relato das negociações no estado.

Campanhas salariais unificadas
Para a mesa sobre campanhas salariais unificadas foi convidado como palestrante Max Leno, Técnico do DIEESE do escritório regional de Brasília/DF. Max Leno discorreu sobre os índices que rebatem na negociação coletiva como PIB, inflação, taxa de juros, taxa de câmbio, taxa de desemprego, salário mínimo e rendimento médio.

Ele apresentou o balanço das negociações coletivas para o primeiro semestre de 2015 com o cenário de ganhos e perdas. Por fim, destacou os pisos regionais como formas de elevação dos salários das categorias na região.

Trabalho organizativo e regional
O vice-presidente da Contracs, Romildo Miranda, fez um resgate histórico da Confederação e dos seus princípios e buscou falar da importância do momento da Confederação em avançar na ampliação da sua representação nos estados e respectiva região. Elizeu Rodrigues, coordenador regional nordeste, trouxe as experiências da regional nordeste para contribuir nas ações locais.

Ao final da tarde foram realizados os trabalhos em grupos para elaboração do plano de trabalho para a regional. Os participantes responderam aos desafios da regional Centro-Oeste elencando quatro diretrizes de atuação sindical prioritárias para a regional e depois discriminaram as ações necessárias para atingir os objetivos.

Entre os presentes ocorreu um diálogo entre os estados para formar a composição da coordenação regional. No encontro foi retirado também o representante suplente do Coletivo de Meio Ambiente da Confederação.

Oneide Pacheco, do Sindicom-DF, compõe a coordenação como titular no Distrito Federal e Alberto O. Santos ficou como suplente. Na representação do Tocantins, Shirley Ap. Silva é a titular. Os demais estados ainda indicarão seus representantes.

Por fim os companheiros/as fizeram uma avaliação positiva do encontro e agradeceram a confederação pela oportunidade de contribuir ao debate e pelo fortalecimento da região centro-oeste e das entidades participantes.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Conexão Sindical Condomínio Facebook Twitter Contracs Rede Brasil Atual Fenascera Fecesc Fetracom-DF Fetrace Fetracom-PB Fetracs Fetracs-RN Fetracs RS Fenatrad Fetracom/MS Fenadados

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br