CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > RESISTIR AO GOLPE E REESTABELECER A DEMOCRACIA

Resistir ao Golpe e reestabelecer a democracia

15/07/2016

Ciclo de seminários da CUT-Brasília se encerra com debate jurídico

Escrito por: Eris Dias/Contracs

Encerrando o ciclo de seminário promovido pela CUT Brasília, representantes de sindicatos e de entidades trabalhistas debateram nesta quinta-feira (14), no Clube dos Comerciários de Brasília, as graves questões politicas do momento, entre elas, o fraudulento processo de impeachment contra a presidente Dilma as perspectiva para a volta da democracia. Presente ao encontro, o ex-ministro da justiça do governo Dilma e atual advogado de defesa da presidenta afastada, José Eduardo Cardoso, fez reflexão sobre todo o processo do golpe que ainda está em curso. “Desde a derrota nas urnas, eles (golpistas) queriam contestar o resultado eleitoral, sem êxito. Em seguida, grupos políticos e setores conservadores da elite brasileira ‘plantaram’ no meio politico a ideia do impeachment”, lembrou Cardoso.

Resistir ao Golpe e Reconstruir o Estado Democrático de Direito
Sob este título, o seminário foi palco para debater e esclarecer que o momento politico difere dos golpes militares tradicionais na sua forma, mas mantem os mesmos propósitos. Em vez de armas, fazem malversação da constituição como maneira de ocultarem o golpe como explicou o ex-ministro. “Usam o discurso do combate à corrupção, tentam manter a aparência de que a democracia não foi violentada e invocam a Constituição para em seguida, rasgá-la”, comentou Cardoso sobre a manobra política que resultou no afastamento da presidenta.

Quem também deu o tom do discurso foi o desembargador Grijalbo Fernandes Coutinho, dirigente da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho. Para ele, “os momentos difíceis nada mais são do que reflexo da crise do sistema capitalista onde a classe trabalhadora é a principal prejudicada”, tendo em vista os interesses do capital que, articulados com setores conservadores, joga pesado no golpe que segue em curso. Ao longo do encontro, outros temas como a Criminalização e a Defesa dos Direitos Sociais e A organização dos Movimentos Sociais foram debatidos entre os presentes ao encontro.

Estratégias reverter e devolver a Democracia
Ao considerar a participação dos interventores no debate, o ex-ministro afirmou que não há qualquer crime que justifique o pedido e a tramitação do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Segundo ele, o mesmo é pautado em critérios meramente políticos e individualistas de setores da direita. Portanto, considera que o golpe não pode se sustentar. Também reiterou que os mecanismos para volta da democracia estão sendo duramente trabalhados. “Muitas vezes a gente se sente esgotado pelo intenso trabalho contra este golpe, mas quando olhamos nos olhos de vocês, nos sentimos revigorados e fortes. Estamos cumprindo nosso papel, mas a força para reverter esse jogo vem de vocês, vem dos trabalhadores”, finalizou Cardozo.

Também participaram das mesas de debate como convidados: a professora Esther Dweck, ex-secretária de Orçamento Federal do Ministério do Planejamento; o consultor Jurídico da CUT Brasília Marthius Sávio Cavalcante Lobato e Antonio Carlos Porto Jr, assessor da CUT Nacional.
 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Conexão Sindical Condomínio Facebook Twitter Contracs Rede Brasil Atual Fenascera Fecesc Fetracom-DF Fetrace Fetracom-PB Fetracs Fetracs-RN Fetracs RS Fenatrad Fetracom/MS Fenadados

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br