CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > CONTRACS ENCERRA CARAVANA PELO SUL COM MOBILIZAÇÃO NO DIA DO BASTA

Contracs encerra caravana pelo Sul com mobilização no Dia do Basta

10/08/2018

Foram quatro cidades e 3.500 km em atividades que discutiram a organização sindical após o golpe da reforma trabalhista

Escrito por: Contracs - Luiz Carvalho


Os representantes da Contracs (Confederação dos Trabalhadores do Comércio e Serviços) que partiram de São Paulo no último domingo (5), encerraram a série de visitas a sindicatos do Rio Grande do Sul nesta sexta-feira (10) com a participação no Dia do Basta, em Porto Alegre.

Foram 3.500 km e quatro cidades que receberam oficinas de formação e abriram espaços para debater a organização da classe trabalhadora após a reforma trabalhista. Da capital do Rio Grande do Sul até Santana do Livramento, passando por Pelotas e Camaquã e, por fim, de volta a Porto Alegre, os dirigentes puderam falar sobre como a Contracs têm negociado com os patrões após a reforma implementada pelo golpista Michel Temer. E também puderam receber o retorno das bases sobre as dificuldades que estão enfrentando, conforme explica o presidente da confederação, Alci Matos.  

“Essa caravana nos ajuda a reorganizar a luta dos trabalhadores e trabalhadoras do ramo e nos permite abordar temas importantes após a reforma, apontarmos ferramentas e termos oportunidade de interagir. Nos dá retorno de como está o trabalho dos nossos dirigentes e do trabalho a realizar sobre negociação coletiva e a luta dos sindicatos. Estivemos em três dirigentes de São Paulo e mais cinco companheiros aqui do Sul, da Fetracs (Federação dos Trabalhadores do Comércio e Serviços do Rio Grande do Sul) e de suas bases que participaram conosco na visita aos sindicatos. Há entidades muito bem organizadas e outras que precisam de bastante apoio e formação, uma interação muito boa, inclusive, com a presença em nossas oficinas de dirigentes de outras categorias”, explicou.

Durante essa semana, a delegação da Contracs promoveu uma oficina na sede do Semapi (Sindicato dos Empregados em Empresas de Assessoramento, Perícias e Informações e Pesquisas de Fundações Estaduais do Rio Grande do Sul), em Porto Alegre. Também na cidade, participou de panfletagem em empresas de teleatendimento que compõem a base do sindicato. E puderam conversar com o cônsul de Gana no gabinete da Superintendência Regional do Trabalho, Willis Urbano Taranger.

Em Santana do Livramento, promoveram mais uma oficina e debate com os diretores e representantes da base do Sintraposto (Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Combustíveis e Derivados de Petróleo no Estado do Rio Grande do Sul) sobre a nova legislação trabalhista e estratégias para a defesa dos direitos dos trabalhadores.

No município, se reuniram ainda com o vereador e pré-candidato a deputado estadual Aquiles Pires (PT), que já foi presidente do sindicato, e se comprometeu a lutar no Congresso por condições dignas para os trabalhadores.

Depois, a caravana seguiu hoje para Pelotas, onde promoveu debates na Casa do Trabalhador com dirigentes do Sintraposto e do Sintramico (Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Minérios e Derivados de Petróleo do Estado do Rio de Janeiro).

Em Camaquã, a delegação novamente participou de uma panfletagem como parte de uma campanha de sindicalização dos comerciários na região e conversou com trabalhadores do setor, além de promover nova oficina para abordar estratégias de reconstrução e reorganização sindical.

Por fim, a delegação da Contracs encerrou a caravana em Porto Alegre unindo-se a outros trabalhadores do comércio e serviços que participaram do Dia do Basta.

“Hoje é um dia em que os companheiros e companheiras do comercio e serviços se mobilizam com as centrais porque não aguentamos mais a recessão, os ataques à democracia, o desemprego, a eliminação das políticas públicas e as privatizações. É para dar um basta no corte de direitos, no corte de recursos para educação, no corte de recursos para saúde e dar um basta nessa política recessiva desse governo que gera desemprego na casa dos 14 milhões. É o setor de comércio e serviços quem mais sofre com a reforma trabalhista, com as contratações precárias e é quem está diretamente ligado ao desenvolvimento, porque estamos nas vendas, no turismo, no atendimento dos hotéis e, cada vez mais, temos dificuldade em alimentar nossas famílias. Encerramos essa caravana com esse dia de luta e com a certeza de que viveremos um novo momento com a missão de ampliarmos a unidade e fortalecer nossos laços para lutarmos juntos por condições dignas de trabalho”, avaliou Alci Matos.

Clique aqui para ver a galeria de fotos da caravana. 


 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Facebook Twitter Contracs Fecesc Fetrace Fetracom-DF Fetracom-PB Fetracs-RN Conexão Sindical Rede Brasil Atual

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br