CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > LUCRO DO CARREFOUR NO 1º SEMESTRE SOBE APOIADO EM BRASIL E EUROPA

Lucro do Carrefour no 1º semestre sobe apoiado em Brasil e Europa

31/07/2014

O Carrefour está batalhando para reverter anos de fraco desemprenho na Europa

Escrito por: Reuters

O Carrefour, segunda maior varejista do mundo, divulgou rentabilidade maior no primeiro semestre em seus negócios na França, no Brasil e na Argentina, enquanto a unidade chinesa permaneceu sob pressão.

O grupo francês disse que seu lucro operacional recorrente no primeiro semestre avançou 13,8 por cento, para 833 milhões de euros (1,12 bilhão de dólares), enquanto o lucro líquido ajustado para o mesmo período subiu 16,7 por cento nas taxas de câmbio atuais para 274 milhões de euros.

O Carrefour está batalhando para reverter anos de fraco desempenho na Europa, cujas vendas correspondem a 73 por cento do total da companhia. Seus problemas ocorrem parcialmente devido à dependência do formato de hipermercados que o Carrefour capitaneou, conforme clientes favorecem compras mais locais e pela Internet.

Em resposta, o presidente-executivo da varejista, Georges Plassat, reduziu custos, renovou lojas, cortou preços, simplificou ofertas de produtos e deu maior autonomia aos gerentes de lojas, começando na França.

O aumento no lucro operacional recorrente do primeiro semestre foi guiado pelo crescimento de 7,8 por cento no mercado francês e de 19,2 por cento em mercados emergentes, com performances particularmente fortes em Brasil e Argentina.

O Carrefour é a segunda maior empresa no mercado de varejo alimentar no Brasil, atrás do Grupo Pão de Açúcar, controlado pelo arqui-rival Casino, e pouco acima do norte-americano Wal-Mart, líder mundial.

O Carrefour, que afirmou que gastaria mais neste ano para renovar seus hipermercados na Europa e expandir mais as operações na China e no Brasil, disse que seu fluxo de caixa bruto subiu 1,9 por cento, excluindo itens extraordinários, para 1,3 bilhão de euros.

O vice-presidente financeiro, Pierre-Jean Sivignon, disse mais cedo em julho que a previsão consensual de analistas para um lucro operacional de cerca de 2,38 bilhões de euros neste ano era "razoável". Isso seria um avanço de 6,3 por cento sobre 2013.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Conexão Sindical Condomínio Facebook Twitter Contracs Rede Brasil Atual Fenascera Fecesc Fetracom-DF Fetrace Fetracom-PB Fetracs Fetracs-RN Fetracs RS Fenatrad Fetracom/MS Fenadados

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br