CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > MPF ABRE INQUÉRITO PARA INVESTIGAR DENÚNCIAS CONTRA O MCDONALD'S

MPF abre inquérito para investigar denúncias contra o McDonald's

07/03/2016

O órgão vai analisar a suspeita de práticas como a concorrência desleal, violação de leis antitruste e sonegação fiscal.

Escrito por: G1

O Ministério Público Federal em São Paulo abriu um inquérito civil para investigar uma série de denúncias contra a Arcos Dorados, empresa que controla as operações do McDonald's no Brasil. O órgão vai analisar a suspeita de práticas como a concorrência desleal, violação de leis antitruste e sonegação fiscal.

 

A Arcos Dorados informou, por nota, que ainda não foi notificada sobre o inquérito. "Assim que isso ocorrer, apresentaremos as devidas informações e esclarecimentos ao Ministério Público Federal". A dona da rede de fast food disse ainda ter "plena convicção do cumprimento de todas as leis em todos os mercados onde atua".

 

Segundo o MPF, o procurador Marcos José Gomes Corrêa, responsável pelo caso, já pediu ao McDonald's que envie esclarecimentos sobre as denúncias. O órgão ainda vai analisar a representação para então decidir se há elementos para ingressar com uma ação contra a empresa.

 

Ação civil pública

 

Há um ano, representantes de centrais sindicais, federações e sindicatos entraram com uma ação civil pública contra a rede de fast food pela suposta violação de direitos trabalhistas e concorrência desleal por exploração de funcionários (dumping social).

 

Entre as denúncias, as entidades acusaram a rede, uma das maiores empregadoras do Brasil, de praticar a jornada móvel variável – proibida pela justiça em 2013 –, pagar salários inferiores ao mínimo, não remunerar horas extras e desrespeitar intervalos de descanso.

 

Na ação, os sindicatos também argumentaram que havia indícios de que a empresa teria fraudado holerites e submetido os funcionários a atividades insalubres sem proteção, além do acúmulo de funções sem remuneração.

 

Na ocasião, o McDonald’s informou ter "absoluta convicção de suas práticas laborais e do cumprimento de todas as normas e legislações às quais está sujeita" e disse cumprir "todos os acordos firmados com o Ministério Público em todo o país”.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista

#AnulaReforma

RÁDIO CUT
Facebook Twitter Contracs Fecesc Fetrace Fetracom-DF Fetracom-PB Fetracs-RN Conexão Sindical Rede Brasil Atual

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br