CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > COMERCIÁRIOS DO DF PROTESTAM NESTA QUINTA (16) CONTRA PATRÕES QUE QUEREM IMPOR REFORMA TRABALHISTA

Comerciários do DF protestam nesta quinta (16) contra patrões que querem impor reforma trabalhista

16/08/2018

Categoria fará manifestação para cobrar assinatura da convenção coletiva

Escrito por: Contracs - Luiz Carvalho


Desde o dia 1º de Maio, data-base dos trabalhadores comerciários do Distrito Federal, o sindicato cobra dos patrões que assinem a negociação coletiva. Porém, ao contrário disso, os empresários têm travado o diálogo e buscado impor todos os retrocessos da reforma trabalhista implementada pelo golpista Michel Temer (MDB) em novembro de 2017.

A começar pelo fim da homologação pelo sindicato. Essa é uma artimanha que muitos empregadores lançam para evitar que as organizações sindicais possam conferir as rescisões dos trabalhadores, descobrir falcatruas e terem contato com práticas anti-sindicais que ocorrem nas empresas.

Diante desse cenário, a categoria promove uma manifestação nesta quinta-feira (16) em frente ao Sindivarejista (Setor Comercial Sul – Quadra 6 – Edifício Nilton Rossi), às 15 horas, e sem seguida irão protestar no Shopping Pátio Brasil por aumento salarial já e a valorização da categoria.

Com o mote “direito não se reduz, se amplia”, os trabalhadores irão protestar contra propostas como o fim dos revezamentos dos comerciários aos domingos e feriados com acréscimo de 50% no salário e sem descontar o vale transporte e o vale refeição, como ocorre hoje.

Outra conquista do sindicato que os patrões lutam para retirar é a determinação de descanso do domingo até quarta-feira pela manhã no período do Carnaval. Pacote de ataques que deixa claro, o único objetivo da reforma sempre foi aumentar a exploração do trabalhador, conforme destaca o diretor da Contracs (Confederação dos Trabalhadores no Comércio e Serviços) e do Sindicom (Sindicato dos Empregados no Comércio do DF), Luiz Saraiva.

“A única maneira de garantirmos condições dignas de trabalho neste momento para nossa categoria é lutar, mobilizar, mostrar à sociedade e a toda classe trabalhadora o que os patrões estão fazendo e quem esteve com eles para aprovar essa nefasta reforma que tem tirado o pão da mesa de centena de comerciários”, falou.

O pacote de maldades dos empresários do ramo comerciário também é criticado pelo diretor de base do sindicato Tiago Bitencourt. “O sindicato não pode aceitar uma pauta que inclui contrato intermitente, meia hora de almoço e a retirada de direitos mínimos que nossa convenção coletiva garantiu há anos. Esse debate vem desde 1º de maio, o trabalhador já teve imposto reajustado e não estamos tendo aumento em salários que já estão baixos”, criticou.

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Facebook Twitter Contracs Fecesc Fetrace Fetracom-DF Fetracom-PB Fetracs-RN Conexão Sindical Rede Brasil Atual

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br