CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > ESTUDANTE QUE PREGOU MORTE A “NEGRAIADA” É SUSPENSO DO MACKENZIE

Estudante que pregou morte a “negraiada” é suspenso do Mackenzie

31/10/2018

O universitário também foi dispensado do estágio em um escritório de advocacia paulistano

Escrito por: Redação Carta Capital


Apoiador de Jair Bolsonaro, o estudante Pedro Belintani Baleotti decidiu expressar seus sentimentos e sua euforia em vídeos racistas e ameaçadores. O mais notório foi gravado no domingo 28, enquanto o universitário vestido com uma camiseta no qual se via uma imagem do candidato do PSL dirigia.

“Estou indo votar ao som de Zezé, armado com faca, pistola, o diabo, louco para ver um vadio, vagabundo com camiseta vermelha e já matar logo”.

Em outro ponto do vídeo, gravado na cidade de Londrina, interior do Paraná,  Baleotti filma dois negros em uma motocicleta e afirma: “Tá vendo essa negraiada? Vai morrer. Vai morrer. É capitão, caralho”.

As imagens viralizaram e revoltaram colegas da Universidade de Mackenzie, na qual o jovem cursa Direito. Centenas de estudantes protestaram na sede da faculdade e obrigaram a direção a se posicionar. Novas manifestações estavam programadas para a noite da terça 30.

Em nota, o reitor Benedito Aguiar Neto anunciou a suspensão do estudante por um período não informado. Embora tenha sido gravado “fora do ambiente da universidade”, afirma o texto, “o discurso incita a violência, com ameaças e manifestações racistas”.

Aguiar Neto acrescentou: “Tais opiniões e atitudes são veementemente repudiadas por nossa instituição que, de imediato, instaurou processo disciplinar, aplicando preventivamente a suspensão”.

Não bastasse, novos vídeos vieram à tona. Em um deles, sem camisa e com uma arma na mão, o universitário enaltece Bolsonaro. Segundo Baleotti, o “povo precisa” do presidente eleito.

O estudante também foi dispensado do estágio no escritório de advocacia DDSA, de São Paulo. Em nota, os sócios declararam que o escritório “repudia veementemente qualquer manifestação que viole direitos e garantias estabelecidos pela Constituição Federal”.

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Facebook Twitter Contracs Fecesc Fetrace Fetracom-DF Fetracom-PB Fetracs-RN Conexão Sindical Rede Brasil Atual

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br