CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > SINDICATOS DO MERCOSUL DISCUTEM ESTRATÉGIAS DE ENFRENTAMENTO A RETROCESSOS NO CONTINENTE

Sindicatos do Mercosul discutem estratégias de enfrentamento a retrocessos no continente

05/04/2019

Encontro da Unicom apontou caminhos para mobilização unificada

Escrito por: Contracs - Luiz Carvalho


Dirigentes de sindicatos do comércio e serviços de Brasil, Argentina, Chile e Uruguai que compõem a Unicom (Confederação dos Sindicatos do Comércio do Mercosul) reuniram-se nesta quinta e sexta-feira (dias 4 e 5) para discutir estratégias comuns de defesa dos direitos trabalhistas.

Entre os temas do encontro de secretariado que contou com a presença de representantes da Faecys (Argentina), Conatracops (Chile), Siemcoit (Paraguai), Fuecys (Uruguai) e UGT (Brasil), a atuação unificada em defesa dos direitos trabalhistas a partir de instrumentos como a declaração sociolaboral do Mercosul. A partir desse documento, os dirigentes planejam apresentar propostas às câmaras comerciais patronais para impedir o avanço de estratégias conservadores de ataques a conquistas. O objetivo é uniformizar a proteção à classe trabalhadora dos países que compõem a organização.

A confederação que tem o secretário de Relações Internacionais da Contracs, Alci Matos, à frente apontou para a estruturação de uma plataforma comum capaz de unificar a luta entre as entidades sindicais.

“A Unicom foi criada para defender os direitos dos trabalhadores das fronteiras e a ideia de utilizarmos como instrumentos plataforma já vigenses, como a declaração sociolaboral do Mercosul vai justamente nesta direção. Também discutimos uma pauta de ações para 2019 e apontamos a necessidade de procurarmos, de maneira unificada, como organização única, as câmaras setoriais do setor patronal”, apontou Alci.

De acordo com o dirigente, o próximo passo é discutir com a base atividades de mobilização que incluem uma manifestação na fronteira entre Brasil e Uruguai.

“Nossa próxima reunião será no dia 23, quando trataremos de ações mais emergenciais, e temos outro encontro agendado para setembro. Para além disso, precisamos conversar com os trabalhadores para definir o ato que faremos na fronteira entre Uruguai e Brasil e a aplicação da declaração sociolaboral do Mercosul. O  momento exige muita unidade entre nós diante do avanço do conservadorismo no continente”, reforçou o secretário da Contracs.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Aposentômetro Conexão Sindical Condomínio Facebook Twitter Contracs Rede Brasil Atual Fecesc Fetrace Fetracom-DF Fetracom-PB Fetracs-RN Fetracs Fetracs RS Fenatrad

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br