CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > EM ESTÂNCIA (SE), SINDICATO CONSEGUE REINTEGRAÇÃO DE DIRIGENTE DEMITIDA ILEGALMENTE

Em Estância (SE), sindicato consegue reintegração de dirigente demitida ilegalmente

28/05/2019

Dirigente foi desligada da rede de farmácias BomBom

Escrito por: Contracs - Luiz Carvalho


A demissão da balconista Magna Ribeiro, que trabalhava na farmácia BomBom, em Estância (SE) dá uma ideia de como seria o mundo ideal na visão dos patrões, sem sindicatos e sem direitos.

No dia 6 de maio, ela foi surpreendida com a informação de que não integraria mais o quadro da empresa. Inicialmente, a notícia chegou pelo filho do proprietário do grupo e depois foi confirmado pelo pai, Helvecio dos Anjos Filho, que alegou falta de recursos para manter a trabalhadora.

A direção do Sindicato dos Empregados do Comércio de Estância, porém, tem outra versão. Após ser impedido de participar de uma reunião entre patrões e a entidade sindical para tratar da nova convenção coletiva em vigor no setor de lojistas, por conta de ser ligado a outro segmento, o de farmácia e supermercado, o empresário acreditou que a trabalhadora não teria apoio do sindicato, que também representa esse segmento. E optou por desliga-la.

A demissão, porém, é ilegal, porque Magna foi eleita suplente da diretoria, o que lhe garante estabilidade empregatícia. Diante desse cenário, o jurídico da Contracs ingressou com uma ação e a juíza do trabalho Alice Maria Pinheiro deferiu a tutela e imediata reintegração (clique aqui para ler o teor).

A vice-presidenta do Sindicato dos Empregados do Comércio de Estância e secretária da Juventude da Contracs, Luana Costa, ressalta que o dinheiro não é exatamente um problema para a companhia e que o pano de fundo é afastar a entidade da luta pela classe trabalhadora.

“Eles esperaram uma oportunidade para demitir, achando que não representávamos a categoria, mas mostramos que estamos atentos e na luta em defesa dos direitos trabalhistas”, apontou.

Ela ressaltou ainda que em diálogos com o empresário ficou claro que a questão não era a falta de recursos. “Ele ofereceu um possível acordo para que a Magma renunciasse ao seu cargo no sindicato, mas isso não aconteceu. Disse que só voltaria pelas vias judiciais e aí está a resposta para a ação ilegal que cometeu”, destacou.

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Aposentômetro Conexão Sindical Condomínio Facebook Twitter Contracs Rede Brasil Atual Fecesc Fetrace Fetracom-DF Fetracom-PB Fetracs-RN Fetracs Fetracs RS Fenatrad

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br