CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > NOTA DA CONTRACS EM APOIO À GREVE GERAL NA ARGENTINA

Nota da Contracs em apoio à greve geral na Argentina

29/05/2019

Confederação presta solidariedade a sindicatos que também lutam contra tragédia neoliberal no país

Escrito por: Direção da Contracs


A Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio e Serviços da CUT – Contracs/CUT presta solidariedade aos sindicatos argentinos que lutam contra a tragédia neoliberal no país. Assim como nós brasileiros nossos companheiros também sofrem com os ataques aos direitos trabalhistas, que produzem um cenário trágico de aumento da pobreza, disparada da inflação e elevação do desemprego.

A Contracs, como uma das filiadas à Uni Global Union, manifesta o seu apoio aos companheiros e companheiras que estão nas ruas em uma greve geral de 24 horas em defesa de condições dignas no trabalho e na vida, como a que faremos no Brasil no próximo dia 14 de junho.

A luta da classe trabalhadora é internacional e somente unidos poderemos enfrentar os patrões e governos conservadores que se aliam para aumentar os lucros às custas da exploração de quem realmente produz a riqueza das nações.

Direção Nacional da CONTRACS/CUT

#CGT #OtroRumboesPosible #ParoNacional 

Confira abaixo a nota da Uni Global

Estimadas e estimados colegas,

As afiliadas argentinas da Uni Global Union uniram suas forças para fazer frente às rigorosas medidas de austeridade do governo de Macri e promover uma greve geral organizada pela Confederação do Trabalho da República Argentina.

A greve geral de 24 horas tem por objetivo protestar contra a falida política econômica do presidente Maurício Macri. A inflação está disparando, a recessão segue crescendo a e pobreza aumentado drasticamente. O país está à beira de um colapso econômico e como resultado disso o poder aquisitivo diminuiu de forma espetacular, golpeando duramente os trabalhadores, trabalhadoras e suas famílias. Por conta disso, os sindicatos se uniram para pedir mudanças.

A situação na Argentina é muito grave. As políticas da Macri são projetadas para atender às exigências do Fundo Monetário Internacional (FMI), mas estão empobrecendo as pessoas. Atualmente, mais de 14 milhões de pessoas vivem na pobreza na Argentina, o que representa mais de 6% a mais do que no início do programa do FMI, menos de um ano atrás.

A UNI Global Union apóia as reivindicações dos sindicatos na Argentinae faz um chamado ao governo para que tome medidas urgentes para apoiar a economia. Nós transmitimos uma mensagem de solidariedade aos nossos irmãos e irmãs na Argentina nestes tempos de luta e adversidade.

Com uma saudação solidária,

Christy Hoffman
Secretaria General

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Aposentômetro Conexão Sindical Condomínio Facebook Twitter Contracs Rede Brasil Atual Fecesc Fetrace Fetracom-DF Fetracom-PB Fetracs-RN Fetracs Fetracs RS Fenatrad

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br