CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > MPT BENEFICIA 36 MIL EMPREGADOS DO CARREFOUR

MPT beneficia 36 mil empregados do Carrefour

01/01/2011

Escrito por:

Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta firmado, hoje (6/10), entre o Carrefour Comércio e Indústria Ltda. – segunda maior rede de supermercados do Brasil, com faturamento de 25,6 bilhões – e o Ministério Público do Trabalho do Distrito Federal, representado pelo procurador Alessandro Santos de Miranda irá beneficiar 36 mil empregados das 200 lojas distribuídas pelo País. O Acordo prevê a melhoria do ambiente de trabalho nos setores de check outs, açougue e padaria, adequando o mobiliário e os equipamentos utilizados nos postos de trabalho, de modo a proporcionar o  máximo de conforto e segurança para os empregados.

Segundo o procurador Alessandro de Miranda, o TAC foi construído em parceria com as equipes técnica e jurídica do Carrefour, facilitando a implementação efetiva das medidas ergonômicas necessárias para preservar a saúde do trabalhador. “Muitas doenças ocupacionais, como as Lesões por Esforços Repetitivos, podem ser evitadas se o ambiente de trabalho for adequado às características antropométricas dos trabalhadores e a conscientização das empresas sobre esse fato é muito importante”, ressalta o procurador.

A substituição de poltronas e a colocação de apoio para os pés nos check outs (caixas dos supermercados), a escolha de equipamentos e ferramentas que favoreçam os movimentos e ações próprias da função, sem exigência acentuada de força ou flexão dos segmentos corporais, a manutenção das condições de iluminação, ruído, conforto térmico e a disponibilização de auxiliares para a atividade de ensacamento de mercadorias são algumas das medidas que serão adotadas pela empresa.

O Acordo estabelece, ainda, a elaboração de estudo ergonômico para identificar os principais problemas relacionados às condições de trabalho. As análises vão ser realizadas em dois estabelecimentos de São Paulo, consideradas como Unidades Piloto. Nessas lojas, as atividades e condições de trabalho serão analisadas levando em consideração aspectos relacionados ao levantamento e transporte de materiais, mobiliário, equipamentos, além de dados de absenteísmo e casos de Lesões por Esforços Repetitivos. A partir do diagnóstico, as recomendações ergonômicas devem começar a ser implantadas. O Carrefour terá prazo de cinco anos para adotar as medidas necessárias em todas as lojas de sua rede.

O gerente jurídico do Carrefour, Moriel Landim Franco, garantiu que as obrigações expressas no TAC serão cumpridas. “Entendemos que a melhoria das condições de trabalho é essencial na prevenção dos fatores de risco para a saúde dos trabalhadores, o que vai refletir diretamente no bem-estar, motivação, satisfação de nossos empregados”, afirma Moriel Franco.

Fonte: Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal e Tocantins

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Conexão Sindical Condomínio Facebook Twitter Contracs Rede Brasil Atual Fecesc Fetracom-DF Fetrace Fetracom-PB Fetracs Fetracs-RN Fetracs RS Fenatrad Fetracom/MS Fenadados

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br