CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > PESQUISA INDICA QUE 78% DOS FUNCIONÁRIOS E 74% DAS EMPRESAS APROVAM O NOVO REGISTRO DE PONTO ELETRÔNICO

Pesquisa indica que 78% dos funcionários e 74% das empresas aprovam o novo registro de ponto eletrônico

01/01/2011

Escrito por:

Numerosas empresas, em todo o Brasil, já adotaram o novo Registrador Eletrônico de Ponto (REP), criado pela portaria 1.510 do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e que, após sucessivos adiamentos, entrará em vigor em 1º setembro. Como se sabe, torna-se obrigatória a impressão gráfica pelos relógios de ponto de todo o movimento de entrada e saída dos trabalhadores, além armazenar estes dados em memória testada e certificada, para não apagar ou alterar os registros.

Pesquisa realizada com diversas empresas do País, que já implantaram a inovação mostra que 74% delas e 78% dos funcionários aprovaram a novidade. O novo relógio de ponto melhorou a relação trabalhista e está oferecendo sensação de mais segurança a empregados e empregadores.

A quantidade de funcionários das empresas entrevistadas é bem dividida – entre 5 e 2.800 funcionários, sendo considerada mediana a que possui 70. Metade das empresas está utilizando apenas um REP e outra parcela representativa (31%) tem entre 2 e 4 equipamentos.

A grande maioria dos entrevistados está trabalhando com o registrador há mais de três meses – tempo  suficiente para fazer uma boa avaliação”, diz o diretor do Instituto AGP, Antonio Perina. Apenas 3% dos trabalhadores e 8% das empresas estão insatisfeitos com a novidade.

Outra revelação da pesquisa é que 60% dos funcionários sentem-se mais protegidos com o novo registro de ponto e apenas 6% não acreditam que haja mais proteção com a ferramenta; 70% das empresas acreditam que estão protegidas e 8% não perceberam a melhora. O relacionamento e confiança entre ambos melhorou 59%, e 14% não acreditam nessa melhora.

A Portaria 1.510 do Ministério do Trabalho, que regulamenta a implantação de registradores eletrônicos de ponto para controlar a frequência dos seus empregados, foi editada em agosto de 2009, por meio de portaria do ministro Carlos Lupi, e já foi adiada duas vezes.

Criado com o propósito de inibir fraudes, o novo relógio tem sido criticado por alguns empresários, sob alegação de ser pouco eficiente e aumentar custos. A pesquisa mostra que empresas e trabalhadores aprovam a nova tecnologia, que já reduziu em 28%, no universo dos entrevistados, o volume de questionamentos sobre recebimento de horas extras.

Fonte: http://www.jornalempresasenegocios.com.br/geral.html

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Conexão Sindical Condomínio Facebook Twitter Contracs Rede Brasil Atual Fenascera Fecesc Fetracom-DF Fetrace Fetracom-PB Fetracs Fetracs-RN Fetracs RS Fenatrad Fetracom/MS Fenadados

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br