CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > CUT, PARTIDOS E MOVIMENTOS POPULARES UNIDOS EM DEFESA DO ESTADO PALESTINO, JÁ!

CUT, partidos e movimentos populares unidos em defesa do Estado Palestino, já!

01/01/2011

Escrito por:

Ato em São Paulo reúne mais de duas centenas de lideranças com o embaixador da Palestina no Brasil, Ibrahim Al Zeben

Ato de solidariedade à Palestina reuniu lideranças partidárias e dos movimentos sociais no Sindicato dos Engenheiros de SP

Mais de duas centenas de lideranças partidárias, de centrais sindicais e movimentos populares realizaram um ato na segunda à noite, em São Paulo, em defesa do reconhecimento pela ONU do Estado palestino, uma “questão de soberania e justiça”, como defendeu o embaixador da Palestina no Brasil, Ibrahim Al Zeben.

“Aqui vejo todo o Brasil, a América Latina e a Humanidade. Os povos do mundo estão personificados em vocês. Esta imagem de amor e solidariedade levaremos para sempre na nossa memória coletiva”, agradeceu o embaixador. Al Zeben conclamou todos à mobilização para o dia 20 de setembro, data em que a Autoridade Nacional Palestina dará entrada na ONU com o pedido de reconhecimento.

Citando a existência na Palestina de uma árvore de oliveira com seis mil anos, o embaixador disse que esta era uma característica de seu povo, que sobreviveu a 57 invasões durante milhares de anos. “Ergueram muros, colônias e assentamentos ilegais, mas nós sobrevivemos. Não desaparecemos porque temos raízes profundas como as nossas oliveiras”, acrescentou, sob aplausos.

Representando a executiva nacional da CUT, o comerciário Valeir Erle lembrou que no mês de maio o secretário de Relações Internacionais da Central, professor João Felício, esteve em Ramalah em visita de solidariedade ao lado da Confederação Sindical Internacional (CSI) e pode presenciar os crimes da ocupação israelense, com mais de 700 quilômetros de muro de segregação e vergonha, milhares de presos políticos e abusos de toda ordem contra uma população indefesa.

O embaixador da Palestina no Brasil, Ibrahim Al Zeben, e Valeir Erle, da executiva nacional da CUT, durante coletiva à imprensa“A CUT tem como princípio e compromisso o respeito à soberania e à auto-determinação dos povos. Por isso estamos aqui, unidos e mobilizados em defesa do reconhecimento da Palestina como nação livre. Não vamos permitir que os palestinos continuem sendo massacrados sistematicamente pela força bruta”, declarou Valeir.

Agências Desinformativas

O deputado estadual Adriano Diogo (PT) enfatizou que “assim como as agências desinformativas internacionais se alinham em defesa do governo de Israel, prestam serviço aos interesses da Inglaterra, França e Itália em seu espetáculo de barbárie para saquear o patrimônio da Líbia, com seu consórcio de forças mercenárias e assassinas”. No chamado conflito árabe-israelense, advertiu o parlamentar petista, “o único povo vitimizado é o palestino”.

O deputado federal do PSB do Rio Grande do Sul e ex-prefeito de Cachoeirinha, José Stédile, lembrou emocionado da visita que fez ao Iraque antes da criminosa agressão dos EUA, do desenvolvimento e das potencialidades do país que voaram pelos ares, “pois desde sempre era o petróleo que estava em jogo”.

Em nome do Partido Pátria Livre (PPL), Nathaniel Braia lembrou que é hora de responder positivamente à direção da luta de libertação nacional do povo palestino, que vem conclamando “todos os povos e todos os governos do mundo a entrarem com firmeza na disputa para fazer da ONU uma casa onde se discuta e apóie os passos da Humanidade rumo a uma nova ordem internacional”. Braia denunciou que “os EUA tem buscado vergonhosamente submeter a ONU para arregimentar apoio aos seus crimes em busca de pilhagem das riquezas dos demais povos, que bravamente resistem, como nas ruas de Tripolí”.

Dirigente do MST, Marcelo Buseto resgatou a trajetória de solidariedade dos Sem Terra com a causa palestina, lembrando que um dirigente do Movimento esteve  durante 20 dias em Ramalah, enfrentando o cerco e as bombas israelenses ao lado do presidente da Autoridade Nacional Palestina, Yasser Arafat. “Hoje estamos num momento decisivo para pôr fim à tirania e às torturas praticadas por Israel”, frisou.

“É uma afronta à consciência da Humanidade a marginalização e as atrocidades a que vem sendo submetido, por décadas, o povo palestino”, acrescentou o vereador da capital, Jamil Murad (PCdoB).

De acordo com Ana Maria Rofrigues, da Confederação das Mulheres do Brasil (CMB) e da Federação Democrática Internacional de Mulheres (FDIM), que reúne entidades femininas de mais de 120 países, “o 20 de setembro será um marco de luta e consciência em defesa da paz, da justiça e do Estado palestino”.

Carlos Rogério Nunes, da CTB, defendeu a mais ampla mobilização em favor da “liberdade e da autonomia” do povo palestino, “que vem sendo submetido a uma tirania”.

Delegação de Solidariedade

Presidente do Cebrapaz, Socorro Gomes informou que o Conselho Mundial da Paz e a Federação Mundial das Juventudes Democráticas (FMJD) estão organizando uma delegação de solidariedade à Palestina entre os dias 18 e 22 de setembro e reafirmou o compromisso de “lutar por justiça, pelo fim da ocupação israelense, que tem se revelado um crime contra a Humanidade”. Socorro também alertou para o “papel perverso da grande mídia, que trata o povo agredido como se fosse o criminoso”.

Entre outras entidades, integraram a mesa lideranças da União Nacional dos Estudantes (UNE), Confederação Nacional das Associações de Moradores (Conam), Congresso Nacional Afro-Brasileiro (CNAB) e União Estadual dos Estudantes (UEE).

Ao final do evento foi lançado o site www.palestinaja.org

Fonte: CUT Nacional / Leonardo Severo

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Conexão Sindical Condomínio Facebook Twitter Contracs Rede Brasil Atual Fenascera Fecesc Fetracom-DF Fetrace Fetracom-PB Fetracs Fetracs-RN Fetracs RS Fenatrad Fetracom/MS Fenadados

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br