CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > REVISTA VEJA, QUEM DIRIA, SENTE FALTA DA CUT NAS RUAS…

Revista Veja, quem diria, sente falta da CUT nas ruas…

01/01/2011

Escrito por:

O título aí de cima é ironia. Motivado pelo fato de um caricato colunista, no site da revista, ter reclamado da ausência da CUT nas mirradas e elitistas passeatas ditas contra a corrupção, realizadas em algumas cidades nesta quarta-feira (7/9).

A CUT participou de mobilizações de rua, dentro do Grito dos Excluídos, manifestação que há 17 anos, todo o dia 7 de Setembro, reivindica justiça social, distribuição de renda e combate à miséria – pauta que a Veja nunca cobriu.

Mas nas manifestações travestidas de “contra a corrupção” e a “favor de Dilma” – este último um evidente disfarce para aquilo que, na verdade, pretende desgastar o governo da presidenta e mais uma vez tentar interromper o ciclo de mudanças iniciado no governo Lula – nós não participamos mesmo.

Porém, estamos mobilizados no combate à corrupção, tocando num ponto nevrálgico com o qual a revista não concorda: o fim do financiamento privado de campanhas políticas e a criação da lista partidária fechada e o real cumprimento da fidelidade partidária. Isso a Veja não quer, porque sabe que um dos seus sustentáculos é a corrupção eleitoral que permite que alguns de seus leitores – gente endinheirada e avessa ao povo, à distribuição de renda – se elejam parlamentares ou mesmo governadores e prefeitos.

Cabe aqui também questionar a bandeira do combate à corrupção tal como empunhada pelos manifestantes de ontem, numa reedição do ridículo movimento “Cansei”: por que questionar apenas a corrupção que pode ser identificada no Executivo Federal? E nos Estados e nas prefeituras? E no setor empresarial? E no mundo financeiro? E a corrupção nos meios de comunicação?

O movimento de ontem, que a Veja diz acreditar que vai crescer e atingir todo o País – algo que não acontecerá, porque o povo não é bobo – é hipócrita e casuístico.

Evidência clara de que é contra a Dilma nos é deixada pelo próprio colunista caricato, que diz não termos participado porque somos companheiros da presidenta. Ora, se fosse mesmo a favor da Dilma, porque seus companheiros não participariam?

Dilma, sugerimos muita cautela com a velha imprensa, ela não é e não será sua aliada.

Em tempo: as manifestações de ontem, por ora, derrubam um mito recente, o de que basta jovens bem intencionados usando o Facebook para levantar as massas, sem intermediação política. Em todas as cidades, a presença foi pouco mais que pífia e se em Brasília conseguiram uma boa foto para as capas dos jornalões, foi graças à mistura oportunista com as pessoas que voltavam do desfile da Independência, encerrado pouco antes.

Fonte: Arturcut.wordpress.com

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Conexão Sindical Condomínio Facebook Twitter Contracs Rede Brasil Atual Fenascera Fecesc Fetracom-DF Fetrace Fetracom-PB Fetracs Fetracs-RN Fetracs RS Fenatrad Fetracom/MS Fenadados

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br