CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > JUSTIÇA SUSPENDE ELEIÇÕES NO SINDICATO DOS COMERCIÁRIOS DE PRESIDENTE PRUDENTE

Justiça suspende eleições no Sindicato dos Comerciários de Presidente Prudente

01/01/2011

Escrito por:

Comerciários e comerciárias de Presidente Prudente e Região, chegou a nossa hora. Democracia e direitos garantidos já!

Chega de bagunça! No dia 7 de novembro, a chapa da Oposição Comerciária, apoiada pela CUT Regional de Presidente Prudente e pela CONTRACS/CUT, venceu. A justiça determinou a suspensão da eleição mais pelega da história do movimento sindical da região.

Tudo porque o presidente do Sindicato dos Comerciários de Presidente Prudente, Valdeir Alves, conhecido como Paraná, resolveu transgredir o estatuto do sindicato e antecipar para os dias 5 e 6 de dezembro as eleições, marcadas oficialmente para março de 2012. O objetivo dessa antecipação absurda? Impedir a vitória da Oposição Comerciária, já que a data de dezembro impediria que a chapa se inscrevesse no prazo.

Por isso, nesta terça-feira, dia 22, haverá audiência. A Oposição quer, antes de tudo, a democratização do processo eleitoral.

A medida na justiça foi proposta pelos companheiros José Rocha, Ribeiro, Edison e Marcos, representantes da chapa da Oposição, que vão concorrer nessas eleições.

O mandado da atual diretoria termina em 31 de março de 2012. A vergonhosa publicação antecipada do edital de convocação para as próximas eleições em jornal inacessível na base territorial do sindicato impediu a chapa da oposição de fazer seu registro no processo eleitoral.

20 anos no poder

São 20 anos sem mudança na diretoria do Sindicato dos Comerciários de Presidente Prudente. Essa situação a que chegamos, de tentativas de manipular as inscrições de chapas opositoras, só serve para nos fazer ver que A HORA DE MUDAR É AGORA!

É exatamente assim que pensa Edimar Feliciano, coordenador regional da CUT de Presidente Prudente.

“Estamos indignados com essa atitude completamente antidemocrática da diretoria do sindicato. O que temos há 20 anos é um sindicato que representa mais o patrão do que o trabalhador. Tanto é que só há cerca de 300 associados na base, numa região que tem mais de 13 mil comerciários. Na regra deles, trabalhador não pode nem mudar pauta de reivindicação”, conta Feliciano.

De fato, os trabalhadores do comércio da região não tem seus direitos garantidos pela diretoria atual do sindicato, que faz questão de amedrontar para fazer o jogo dos patrões. A Oposição defende o direito do trabalhador à voz, ao voto, à reivindicação e a mais participação sindical.

Chega de sentir medo de demissão, chega de ficar acuado. A sindicalização é um direito garantido por lei.

Fim à cultura do medo

O comerciário aposentado José Rocha trabalhou por 21 anos na mesma empresa em Presidente Prudente e sabe como a categoria é deixada de lado pela diretoria atual do sindicato. Atuante no movimento sindical desde 1978, espera que o apoio da CUT mude o cenário atual.

“Está cada vez mais difícil a participação do trabalhador nas decisões do sindicato. Chegamos ao ponto de os sócios do clube sequer terem direito a voto. A categoria vive com medo de demissão e muitos acabam não se sindicalizando. Mas os companheiros e companheiras do comércio não podem ter medo do patrão, tem que correr atrás dos seus direitos, como eu fiz muitos anos atrás. O patrão sabe o que quer e nós também precisamos saber!”, diz Rocha.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio e Serviços (CONTRACS), filiada à CUT Nacional, apoia a luta da oposição comerciária de Presidente Prudente e Região e manifesta indignação para com as ações da diretoria atual do sindicato. A CONTRACS vai acompanhar a audiência do dia 23 de novembro e solicitar a democratização do processo eleitoral.

“Para a CONTRACS, a democratização desse processo favorece os trabalhadores e trabalhadoras da categoria e intensifica uma organização forte no comércio e serviços de Presidente Prudente", afirmou o secretário de Política Sindical da CONTRACS/CUT, Djalma Sutero.

Escrito por Patricia Ferreira

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Conexão Sindical Condomínio Facebook Twitter Contracs Rede Brasil Atual Fenascera Fecesc Fetracom-DF Fetrace Fetracom-PB Fetracs Fetracs-RN Fetracs RS Fenatrad Fetracom/MS Fenadados

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br