CONTRACS > ARTIGOS > A PALAVRA DE ORDEM É RESISTIR.

A palavra de ordem é resistir.

Escrito po: Antonio Almeida, Secretário Geral da Contracs.

25/10/2017

No próximo dia 11 de novembro a contrarreforma trabalhista, sancionada pelo governo golpista e ilegítimo de Michel Temer, entrará em vigor e com ela à intensificação da flexibilização e precarização nas relações de trabalho, com impacto direto nas condições de vida da classe trabalhadora.

Trata-se de um duro golpe para a Constituição de 1988 e a nossa democracia, onde direitos trabalhistas e tratados internacionais estão sendo violados, com o pretenso discurso de modernização da legislação trabalhista, segurança jurídica e geração de empregos.

Na realidade, tal reforma atende aos interesses do setor patronal, que tem por objetivo esvaziar o movimento sindical e enfraquecer a Justiça do Trabalho, tornando a relação capital trabalho ainda mais desigual e fragilizando ainda mais a situação do trabalhador/a brasileiro/a.

O fim do imposto sindical foi mais um meio de fragilizar as entidades sindicais atacando a suas estruturas financeiras e comprometendo a ação sindical.

O momento exige repensar a organização sindical e atuação dos sindicatos para fortalecimento dos mesmos, para assim ampliar sua representatividade junto a classe trabalhadora e autossustentação financeira.

Como resposta ao enorme retrocesso que bate a porta da classe trabalhadora é necessário que nossas entidades sindicais reforcem sua atuação nas bases, organizando os trabalhadores/as frente aos ataques do setor patronal e construindo pautas que referencie o sindicato como representante nas mesas de negociações.

São fatores importantes nessa caminhada para as entidades sindicais o fortalecimento da negociação coletiva, propondo negociações conjuntas; unir a classe trabalhadora por meio da organização no local de trabalho e a sindicalização para garantir representação, unidade e sustentação financeira.

Temos a tarefa de fazermos essa travessia sem atropelos e desesperos, nosso compromisso é com os interesses dos trabalhadores/as e por uma sociedade justa.

É chegada a hora de resistir às investidas do setor patronal e fazer a luta junto com a classe trabalhadora por melhores condições de vida e trabalho.

Antonio Almeida

Secretário Geral da Contracs

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista

#AnulaReforma

RÁDIO CUT
Facebook Twitter Contracs Fecesc Fetrace Fetracom-DF Fetracom-PB Fetracs-RN Conexão Sindical Rede Brasil Atual

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br