quarta-feira, abril 24, 2024

Não há democracia sem sindicatos fortes, afirma Sérgio Nobre a televisão russa

Leia também

“No hay democracia sin sindicato fuerte”. Esta é a chamada à entrevista concedida pelo presidente nacional da CUT, Sérgio Nobre, ao canal de televisão em espanhol da RT, agência russa de notícias (veja o vídeo abaixo). Em 24 minutos, o presidente da “maior central sindical do Brasil e uma das maiores centrais do mundo”, como destaca o programa Entrevista, fala sobre os desafios históricos e atuais da CUT e do movimento sindical na defesa dos direitos da classe trabalhadora, da democracia e da soberania.

A principal luta da classe trabalhadora brasileira, disse Sérgio Nobre à RT, é por emprego, salário e proteção, porque, ao contrário do que erroneamente prega a direita, esses são os impulsionadores de crescimento econômico. “A recuperação dos direitos e o fortalecimento do movimento sindical no Brasil é nossa prioridade e muito importante para todo o país”, disse o presidente nacional da CUT.

À corresponde da RT no Brasil, Michele de Mello, o presidente nacional da CUT falou da conjuntura a partir do golpe de 2016 e, depois, a eleição de Jair Bolsonaro (PL-RJ), agora inelegível, que causaram destruição e retrocessos sem precedentes à classe trabalhadora, mas destaca a vitória histórica do povo ao eleger Lula presidente da República, pela terceira vez, em 2022.

Sérgio também destacou os projetos em construção, voltados à aprovação no Congresso Nacional, para valorização da organização sindical no Brasil, que, segundo ele, precisa ser atualizada para representar o conjunto da classe trabalhadora, hoje mais de 40 milhões de pessoas sem nenhuma proteção trabalhista nem previdenciária.

“O mundo, as formas de trabalho hoje são muito diferentes de quando foram criados os direitos na década de 1940 e a CUT atua e luta para incluir todos esses trabalhadores e trabalhadoras”, afirma Sérgio Nobre.  

Clique aqui e assista ao vídeo da íntegra da entrevista

Sobre a RT

Criada em 2009, a RT em espanhol foi o primeiro canal de televisão russo em nesse idioma com alcance global. Naquele ano, a RT em língua espanhola começou a transmitir de Moscou 24 horas por dia, segue assim até hoje.

O canal tem 92 telejornais, com rede de correspondentes que cobre todos os países da América Latina e México. A RT também transmite programas de entrevistas, opiniões e análises, além de reportagens documentais. Segundo a agência, o sinal em espanhol está disponível em mais de 1,1 mil redes de satélite e cabo em todo o mundo.

Fonte: CUT

spot_img

Últimas notícias