domingo, janeiro 29, 2023

Sem medo de ser feliz. É hora de festejar!

Leia também

Um trecho do jingle Lula lá, de 1989, diz “sem medo de ser feliz, quero ver chegar. Lula lá, brilha uma estrela, Lula lá, cresce a esperança…”. Uma canção com mais de 30 anos, mas que ainda se mostra atual pela mensagem que carrega consigo.

E tanto quisemos, tanto lutamos, tanto esperançamos, que a nossa estrela brilhou. E o dia de concretizar esse sonho, que parecia tão distante, chegou: será no domingo, dia 1º de janeiro de 2023. É hora de comemorar!

Uma grande festa popular está sendo organizada para receber brasileiras e brasileiros de todos os estados do país. De norte a sul. De leste a oeste. Todos em sintonia para a posse do presidente Lula. A expectativa é que, pelo menos, 300 mil pessoas compareçam à Esplanada dos Ministérios para festejar a vitória da democracia, da vontade do povo. Será um dia marcado pela alegria e pela esperança.

E Lula já deu seu recado. “Todo mundo está convidado para o ato da posse. Por favor, domingo estejam aí, que não vai ter barulho. Não fiquem preocupados. Quem perdeu as eleições que fique quietinho. E quem ganhou tem o direito de fazer uma grande festa popular aqui em Brasília”, disse o presidente, em evento realizado nessa quinta-feira (29) para anunciar o seu timaço de ministras e ministros que o ajudarão a colocar o Brasil nos eixos.

Não tenhamos medo. Sejamos cautelosos, é claro, mas não tenhamos medo. O terrorismo que ocorreu em Brasília nos últimos dias não se repetirá, é que garantem as autoridades da Segurança Pública do DF. Ainda que tardiamente, os envolvidos na ação terrorista estão sendo presos. Um por um.

Logo no início da manhã, a Polícia Federal e a Polícia Civil do DF já haviam cumprido 32 mandatos contra os suspeitos de vandalismo na capital federal. Até o meio-dia, pelo menos quatro envolvidos já tinham sido detidos e responderão pelos crimes de dano qualificado, associação criminosa, golpe de Estado e outros, podendo ficar até 34 anos na prisão. Uma lição para aqueles que ousarem atentar contra nossa democracia.

Outra ação que nos traz tranquilidade quanto à segurança no dia da posse é o aparato policial que estará nas ruas do DF. Pelo menos 8 mil agentes de segurança, incluindo toda a Polícia Militar do DF e militares, atuarão no evento. Além disso, haverá policiais infiltrados e o uso da Força Nacional foi autorizado pelo Governo Federal. Outro ponto a ser destacado é a proibição do transporte de armas e munições por Colecionadores, Atiradores e Caçadores (CACs) pelo STF. Ou seja, nada de armamentos.

Dia 1º de janeiro será a concretização da nossa luta por um Brasil mais justo. Durante mais de quatro anos, vimos nossa gente ser jogada para escanteio, viver sem o mínimo de dignidade, quase sem perspectivas de mudanças. Vimos a presidenta Dilma Rousseff sofrer um impeachment sem cometer qualquer crime. Anos depois, Lula, então candidato à presidência em 2018, foi preso para que Bolsonaro tivesse chances de ganhar as eleições. De lá pra cá, nós, povo brasileiro, não tivemos sossego. Direitos foram retirados, políticas públicas destruídas, vidas foram perdidas. Mas esse tempo de retrocessos chegou ao fim.

Por isso, compareceremos à Esplanada. Iremos na certeza de que um novo Brasil já está sendo construído. Um Brasil para todas e todos, sem exclusões. A cada canção, cantaremos aos quatro ventos. A cada reencontro, sorriremos. Gritaremos, abraçaremos os nossos e choraremos, se preciso for. Nós vencemos! Sim, nós vencemos!
Sem medo de ser feliz, é hora de festejar!

Por* Julimar Roberto, comerciário e presidente da Contracs-CUT 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimas notícias