quarta-feira, abril 24, 2024

Abertura do 11º Congresso da Contracs-CUT é marcada pela unidade

Leia também

Mais de 350 trabalhadores e trabalhadoras no comércio e serviços de todo o Brasil, representantes de 120 sindicatos e federações, participaram da abertura do 11º Congresso da Contracs-CUT, na noite desta quarta-feira (20). Com o tema “Construindo o Brasil”, o evento apresenta uma intensa programação até sábado (23), em Guarulhos, na grande São Paulo.

Além do presidente da Contracs, Julimar Roberto, a mesa da solenidade também contou com a presença da vice-presidenta nacional da Central Única dos Trabalhadores e presidenta da Contraf, Juvandia Moreira; do presidente da CUT-SP, Raimundo Suzart; do secretário nacional de Administração e Finanças da CUT, Ariovaldo de Camargo; do secretário Nacional Adjunto de Mobilização e Relação com os Movimentos Sociais da Central, Milton Rezende; do secretário regional da Uni Américas, Márcio Monzane; do presidente da Confederação Nacional dos Metalúrgicos, Loricardio de Oliveira; do presidente da Confederação Nacional do Ramo Químico, Geralcino Santana, e da secretária de Mulheres da Contracs, Mara Feltes.

Em sua fala, Julimar apresentou uma breve retrospectiva dos últimos quatro anos.

“Passamos por um governo que se voltou contra os direitos fundamentais da classe trabalhadora e contra a nossa democracia. Assistimos nosso país passar pela maior crise econômica desde a sua redemocratização e perdemos vidas valiosas numa pandemia global”, rememorou o dirigente, ressaltando a importância da eleição de Lula no processo de redemocratização do país.

“Vemos agora novos ventos soprarem sobre o Brasil, carregados de esperança e determinação. Este é um momento de renovação, de unificação e de avanço para os trabalhadores e trabalhadoras”, completou.

Para a vice-presidenta nacional da CUT, Juvandia Moreira, o título do 11º Congresso da Contracs foi muito oportuno, por estarmos num momento de reconstrução do Brasil.

“O que estava em risco era a democracia, os direitos e a nossa soberania. O povo empobreceu, passou fome, foi morar na rua. Ainda bem que os sindicatos assumiram esse protagonismo, não se acovardaram e assumiram a luta pela redemocratização do nosso país”, disse.

O evento também contou com uma homenagem póstuma ao saudoso Antônio Almeida, eleito secretário-geral da entidade para o último mandato. O dirigente foi uma das centenas de milhares de vidas ceifadas pela Covid-19 e o descaso do governo genocida da época. Junto a ele, também foram homenageados todos os dirigentes e trabalhadores que perderam suas vidas nos últimos quatro anos.

Presidente da Contracs, Julimar Roberto, entrega homenagem à Priscila Almeida

Programação

Em seu segundo dia, o 11º Congresso da Contracs inicia com a leitura e aprovação do Regimento Interno, seguido por uma análise das conjunturas nacional e internacional, e o balanço de gestão. Temas como organização sindical e as reformas trabalhista e previdenciária também estão na pauta de debates desta quinta-feira.

Veja programação completa clicando aqui.

spot_img

Últimas notícias